Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Clima e Vegetação

Publicado em 15/01/2014 às 10:30 - Atualizado em 02/07/2020 às 12:03

- Clima -

Conforme a classificação climática de Köppen-Geiger, o município de Itapoá apresenta clima subtropical úmido (Cfa). Mas, por ser um município costeiro, exibe, em média, temperaturas mais elevadas do que os setores mais interioranos de Santa Catarina, especialmente em comparação com as áreas de maior altitude (KÖPPEN; GEIGER, 1936). Segundo Monteiro (1963), a região Sul do Brasil e, por conseguinte, o município de Itapoá, por sua posição subtropical vinculada às características geográficas, possui aspectos mesotérmicos e forte amplitude anual. O trecho subtropical do Brasil está submetido também a sistemas atmosféricos de origem tropical, no caso do calor, as massas de ar quente (SILVEIRA et al., 2019).

As chuvas em Itapoá são recorrentes, não há um período seco e a precipitação anual média é de 2.251,2 mm. Sazonalmente, de forma média acumulada e percentual, o verão é a estação do ano que mais contribui nas chuvas, com um acumulado médio total de 837,5 mm (37,2%), seguido pelo outono com 569,6 mm (25,3%), pela primavera com 505,1 mm (22,4%) e, por último, o inverno com 339,1 mm (15,1%). Também em termos médios, o mês mais chuvoso é janeiro (326,6 mm), por outro lado, agosto é o com menor registro de precipitação (102,2 mm). Estes valores revelam uma amplitude de 224,2 mm entre os meses citados. Portanto, observa-se que a distribuição das chuvas exibe variação ao longo do ano e também que não há um mês seco no município de Itapoá (SILVEIRA; ALVES, 2018).

- Vegetação -

Superfície coberta principalmente pela vegetação de Floresta Atlântica de planície costeira, ou seja, Floresta Ombrófila Densa de planície quaternária. Há também vegetação de praia, restinga e mangues e, ao longo das montanhas, vegetação mais exuberante da Floresta Sub-Montana e Montana. Na formação planície Montana e Sub-montana há várias espécies de árvores nativas como canela preta, peroba vermelha, canela sassafrás, massaranduba, canela amarela, guapuruvu e outras.

 

Fonte:

KÖPPEN, W.; GEIGER, R. Handbuch der klimatologie. Gebrüder Borntraeger, Berlin, 1936.

MONTEIRO, C.A.F. O clima da Região Sul, Geografia do Brasil, Grande Região Sul. Rio de Janeiro: IBGE, 114-166, 1963. Disponível em: <http://www.abclima.ggf.br/publicacoes.php>.

SILVEIRA, R.B.; ALVES, M.P.A. Normal provisória e a variabilidade das chuvas em Itapoá - SC. In: Anais do XIII Simpósio Brasileiro de Climatologia Geográfica, Juiz de Fora, p. 769-778, 2018. Disponível em: <http://www.labclima.ufsc.br/files/2010/04/Silveira_Alves_XIIISBCG.pdf>. Acesso em: 17 jun. 2020.

SILVEIRA, R.B.; ALVES, M.P.A.; BARREIRO, M.; BITENCOURT, D.P. Ondas de calor nas capitais do Sul do Brasil e Montevidéu – Uruguai. Revista Brasileira de Geografia Física, v. 12, n. 4, p. 1259-1276, 2019.